segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Criptograma da vida de uma flor



Do que se fazem meus dias?



Da calma alegria do porvir



Ou a tristeza que emana de cada poro?

De cada impotência

De cada ausência



De cada distância

Física ou não


Mas eles são feitos de muito sentimento

Curados e cuidados

Superando a visão obvia

Do concreto



Boiando e imergindo na bacia de simplicidade

De quem colhe a vida por cada hora



Querendo mais cinco minutinhos de descanso



Aguardando meia hora pelo amado

Se segurando nos sonhos




Morando neles quase sempre



----------------------------------------------------------------------

oi meu povo!

não, eu não morri!

Desculpa pelo tempão sem postar. Mas ando achando tudo que eu escrevo uma merda (com o perdão da palavra, hehe).

Tinha decidido postar essa semana mesmo assim, mas infelizmente meu pc deu pau justo na quinta-feira --'.

Bom... Desculpem também por não comentar nos blogs de quinta, farei isso também.

Farei uma mudança aqui nos meus posts. Não irei mais responder os comentários no post e sim no blog de quem comentou, ok? Assim acho que conseguirei que as postagem fiquem menores (eu acho).

----------------------------------------------------------------------

Semana Acadêmica de Psicologia começou quarta e terminou sexta da semana passada! Foi muito boa! Apesar de eu mal ter assistido as palestras e ainda ter perdido o minicurso que paguei. Tava na organização. Foi bastante trabalhoso e cansativo mas deu tudo certo.

Ciso nascendo e dando muita dor de cabeça (na verdade na gengiva mesmo).

Viva a semana pesada que começou! Cheia de provas e trabalhos!

Viva a psicofisiologia, a psicologia social II e os processos grupais I.

Sarau de Psicologia essa semana! E lá se vai eu tocar.

Na quinta falo mais do Sarau! Quem morar em Parnaíba não deixe de ir! Vai ser muito bacana!

No Albergue a Casa. Rua Riachuelo,876. Ingressos só 3 reais!

----------------------------------------------------------------------

No player: Um girassol da cor do seu cabelo - Clube da Esquina


6 comentários:

Hermes disse...

olha, não venha dizer que esse poema é uma merda não. Não sei se gostei porque sou sensível, mas achei muito belo. Bem simples e sincero. Cada versinho fico bem bonito. Parece muita verdade, e achei feliz também. Não ao todo, mas esperançoso. Que bom.
E psicologia social, tem essa cadeira lá no meu curso, é optativa, será que vale a pena fazer? Nem sei, óh.

Mehazael disse...

Olha quem está de volta. Tava sentindo sua falta (não esqueço de quem foi a primeira a me comentar, não...).

E sei direitinho como é essa correria de faculdade mesmo. Final do ano tenho prova super importante, mais aulas e provas atuais, e o resultado é ficar nos livros mesmo. Sem msn nem tempo pra blog. Mas não fica assim, que passa. Td vai valer a pena qd tiver teu consultório (é essa a ideia, imagino...). Beijão, e boa sorte o curso!

CA Ribeiro Neto disse...

Bela poesia, Florzinha!

Povo com mania de inferioridade... Hermes é outro que defendeu lá em cima sua poesia, mas também é chei dessas coisas de falar mal do que escreve!

Nem falou que o nome do Sarau é Baque Lírico!

Um poeta cronista cantador de contos disse...

mermão!

a cumade é responsa mermo! Poesia linda, essa! E as fotos foram um complemento bastante interessante, e bonito também!

parabéns!!!

bjos

Hermes disse...

Guto chato. >_<

Thiago César disse...

eita, pensava q tinha desistido do blog! hahai...
bem-vinda de volta!
bela poesia essa... com as fotos ficou mais legal de se ler!
bjos!