sábado, 12 de fevereiro de 2011

Poema Para Um Dia Cinza

Queria fazer uma canção em que pudesse morar
Queria caber na palma da mão de um lunar
Queria ao invés de viver, brotar
Queria em toda a dor flutuar
No céu cinza o meu lugar

-------------------
Sem mais palavras... Um dia só de sentimentos.

(No player: A Banda de Joseph Tourton, rock instrumental que recomendo)

6 comentários:

hermesveras disse...

De uma certa forma, sempre moramos nas nossas canções e versos. É a nossa forma de preenchimento, de se encontrar com a plenitude, pois nosso estado natural é o de falta. Gostei bastante do primeiro verso, sempre quis morar nos meus versos.

Gabriel Garcia disse...

porque os dias cinzentos nos sucitam este tipo particular de vontade? será que nos facilitariam a introspecção?

Aninha disse...

Dalila, eu adoro todos os seus textos, sério. Gostei tanto que coloquei no postcards(página das minhas paixões) haha! Depois vê lá: http://postcardsfrombeirut.tumblr.com/post/3339325644/poema-para-um-dia-cinza

CA Ribeiro Neto disse...

Acho legal querer morar numa canção, mas acho que na verdade acontece o contrário, a canção mora na gente.

Mas acho que viver é melhor que brotar...

beijos

Thiago César disse...

o titulo me fez lembrar de um video q eu to fazendo. quando tiver pronto te mando o link!

Paulo Henrique Passos disse...

esse céu cinza às vezes significa coisa boa,um tempo bom, às vezes indica tempo ruim.

gostei muito do ritmo. talvez nesse dia esses versos tenham sido a tua morada, na qual tu pôde se sentir em casa com os teus sentimentos

e vou dá uma conferida nessa "Banda de Joseph Tourton"