domingo, 24 de abril de 2011

Negro Cais


















Cores em flúor e negro.
Negro era tudo que ia.
A flor que ali se encantara
ria.
Mas o mundo era negro
ninguém percebia.
Um sopro
e de novo caía.
As cores que só ela via
Mas mesmo sem ver
ele sentia.

Dalila Fonteles Mauler
24/04/2011

(Foto de Stacy Coelho)

5 comentários:

Thiago César disse...

gostei das rimas!
a foto tb eh interessante!
eh incrivel como o preto e branco parece ter muitas vezes mais força que as cores...

Paixão disse...

Muito boa!

alfaiatedeverbos disse...

Olá, parabéns pelos escritos. Li muito requinte por aqui.

Abraços!

Visite meu blog de crônicas e poemas http://alfaiatedeverbos.wordpress.com

Felipe Vieira disse...

Simplesmente perfeito !!! Fruto de uma verdadeira alma criativa ^^

Gabriel Garcia disse...

simples e belo