sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Versos Rápidos

Pra não deixar de postar mais uma semana vou postar só algo rápido.

Desespero!
Crio o pranto
Desvale o Canto

-------------------

Essa semana foi deveras pesada só tou postando hj mesmo pra que não fique mais uma semana em débito.
Espero que vocês me perdoem. Tenho lido todas as postagens mas ando sem tempo pra comentar. Em breve me retratarei.

-------------------
No player: O sono e cansaço de um dia ruim (ainda bem que pelo menos vou dormir agora)

 Beijos a todos

13 comentários:

Mehazael disse...

Sei bem o que tu quer dizer com estar muito ocupada e não ter tempo para postar. To assim faz um tempo, mas daqui a pouco vai ser minha prova, aí vai diminuir bastante essa carga. Quem sabe não nos vemos em nossos blogs com mais frequencia? hehehe
Só não precisa fazer esses versos tão deprimentes. Chega de desespero. Daqui a pouco é Natal, oras!

Thiago César disse...

como eu jah tinha dito, dou valor a essas mini-poesias!

se retratae, vah lah!
:P

Hermes disse...

O canto pára, mas volta. O pranto quando pára tenha zé para voltar.

CA Ribeiro Neto disse...

O pranto e o canto traz calmaria - não a paz, então, prante-se o quanto der!

Tou mais ou menos nessa leva aí, mas em duas semanas eu me liberto!

beijos

Marília disse...

Querida...
permite-me comentar...
É a primeira vez que estou comentando aqui, e assim que acessei o teu blog e vi o visual do mesmo, uma amiga ao lado me disse, nossa que blog lindo! se referindo a figura de abertura... rsrsr é mesmo...

Mas enfim... teu texto é bem pequeno, mas expressa aquilo que tu deves tá passando agora...tal como estou vivendo mais ou menos tb, coisas do tipo, final de faculdade, preparação de monografia... preocupações súbitas - dai vem no vc escreveu: "Crio o pranto"- que eu estou criando... e tudo isso me faz esquecer o essencial que acontece todo o "santo dia", o cantar dos passarinhos anunciando que mais um dia por ai ("Desvale o Canto")... pra ser aproveitado de todas as formas possíveis e cabíveis... mas acaba que sendo difícil, os "prantos" nos consomem...
Lembrando disso, tenho que voltar a minha monografia, rsrsrsr, fui...

Beijão!!!

Pedro Gurgel disse...

simples e direto.

poético e profundo.

Paulo Henrique Passos disse...

No desespero é assim mesmo: o pranto se cria e o canto não vale nada. Mas quendo a gente cria o canto... aí o pranto nem existe mais.

Beijão.

*Menina lua* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
*Menina lua* disse...

Olá querida! obrigada pelo post no meu blog!!!
realmente, as dúvidas permeiam a nossa mente e o leque de opções é ainda maior... mas devemos sempre decidir com a cabeça, e sempre consultar o coração!

uma ótima noite, se tiver msnme add: baianinha435@hotmail.com

Thiago César disse...

novo integrante do Blogs de Quinta:
Fábio Paulino.
Adicionem, por favor:
http://minhacoreblues.blogspot.com

CA Ribeiro Neto disse...

Flor, Temos mais dois novos integrantes do Blogs de Quinta. São esses:

Marília Maia - http://ninhomaia.blogspot.com/
Fabio Paulino - http://minhacoreblues.blogspot.com


Adcionem e dêem as boas-vindas!

R. disse...

desespero... a moça sentada nas costas... atrás do espelho espreitando... pele macilenta e pálida, mas há uma certa beleza nisso...
gostei.

Le Babiot disse...

Eu lembro de ti, tu nem lembra d'eu, =(...hahaha, te vi no dragão, tava com Freddy, e Yuri, bem, nem comentei teu post, vim mais pra lhe saudar, e agradecer pela simplicidade de ir dar uma olhadinha no meu "filhote" blog!Chêro, voz docinha, viu como eu lembro, ruummm!!!